Menu Content/Inhalt
Início arrow Você Sabia? arrow O PAI DA CARICATURA
O PAI DA CARICATURA PDF Print E-mail
23 de Janeiro: Morte de Ângelo Agostini

Ilustração Pereira Neto/ Iconographia

O PAI DA CARICATURA

Com traço corrido, bem detalhadas, as charges de Ângelo Agostini são verdadeiras narrativas da sociedade e da vida política nacionais. Um dos mais criativos e combatidos jornalistas da história, Agostini nasce em 1843, no Piemonte, Itália. Passa a adolescência estudando pintura em Paris. Aos 16 anos, vem com a mãe para São Paulo.

Empunhando um lápis, em 1864 funda o semanário Diabo Coxo. Republicano e abolicionista, transforma o jornal em veículo de sátiras e denúncias, criticando artistas, políticos, burocratas e jornalistas. Colabora com O Cabrião, O Mosquito, O Polichinelo.

Perseguido, transfere-se para a Corte. Trabalha em O Arlequim e participa da fundação da Vida Fluminense. Versátil, faz aquarelas, gravuras, quadros a óleo, litogravuras.

Em 1876, funda a Revista Ilustrada, mais importante publicação brasileira do fim do século 19. Desenvolve ali As Aventuras de Zé Caipora, nossa primeira história em quadrinhos de longa duração. Até a véspera de sua morte, em 23 de janeiro de 1910, disparou suas críticas contra os mais diversos personagens na revista O Malho. Foi o maior caricaturista de sua época.